Posts

Produção enxuta: entenda o que é e como fazer

Produção enxuta ou lean manufacturing  é um grupo de técnicas com o objetivo de redução de desperdícios. Pode se dizer que é um conjunto de ferramentas que atuam na identificação e eliminação de desperdícios, a fim de reduzir o custo e o tempo da produção. Dessa maneira, as atividades que não agregam valor são eliminadas e o princípio de melhoria contínua é de extrema importância.  

Mas como é gerado valor a partir dessas técnicas?

Percebemos então que a principal vantagem dessas técnicas é a obtenção de uma empresa mais enxuta, flexível e mais responsável em busca da redução de desperdícios. E isso é gerado a partir dos princípios – premissas – da produção enxuta. Eles são:

  • o cliente está sempre em primeiro lugar. Ou seja, o produto entregue não deve ter nenhum defeito, com o menor preço e atendido o mais rápido possível;
  • as pessoas são o principal recurso. Afinal, são elas que trazem soluções para os problemas, e além disso possuem capacidade de aprendizado e conhecimento ilimitada.
  • devemos buscar sempre a melhoria contínua – kaizen – na qualidade dos produtos, redução de custos e valor agregado ao trabalho;
  • ter foco nas principais atividades, pois são elas que agregam mais valor ao produto e mudam constantementes.

A partir disso, a redução de desperdício é atacada em sete pilares. Eles são:

  • redução do tempo de espera por materiais, pessoas, equipamentos e informações;
  • redução produtos defeituosos;
  • redução de tempo e custo de transporte;
  • redução da movimentação e materiais que não agregam valor ao produto;
  • redução de estoque de matéria prima;
  • redução de estoque de produtos acabados;
  • redução do mau ou super processamento – atividades que não agregam valor ao produto.

Conclusão:

A produção enxuta ou lean manufacuturing abrange toda a linha produtiva da empresa e busca sanar os principais gaps, trazendo mais valor ao cliente por um preço mais baixo. A fim de buscar a melhoria contínua é preciso ter aspectos de gestão como a gestão de estoque e layout bem definidas. Por isso, implementar essas técnicas requer tempo e logística. Assim, é aconselhado que se procure por uma empresa de consultoria para a implementação da produção enxuta.

Mapeamento de processos: o que é e qual é sua importância?

O mapeamento de processos é de grande importância para a padronização de serviços, definição de falhas do empreendimento e criação de uma vantagem competitiva. Mas antes de falarmos sobre o que é o mapeamento e algumas metodologias para fazê-lo, achamos importante explicar o que é um processo.  

 

Mas então, o que é um processo?

 

Segundo Hammer e Champy, 1994, um processo é um grupo de atividades realizadas numa sequência lógica com o objetivo de produzir um bem ou um serviço que tem valor para um grupo específico de clientes.

Por isso, para um processo acontecer ele precisa de uma entrada (um estímulo), uma atividade e uma saída (o resultado).

Mapeamento de processosPor exemplo, uma cafeteria tem todo um procedimento para servir o seu cliente. O estímulo inicial para esse serviço é o pedido do cliente. Em seguida os funcionários realizam as suas atividades até que o pedido fique pronto. E como saída a garçonete entrega o produto final para o mesmo cliente. Tudo isso é um processo que gera um valor para o cliente, e que se é cumprido o que ele espera, há fidelização e retorno.

 

Legal, e qual é a importância de mapear um processo?

 

Fazer o mapeamento de processos trás, sem dúvidas, muitas vantagens. Entre elas se encontram:

  • Entender os pontos fortes e gargalos e oportunidades. Por exemplo, a complexidade na operação, redução de custos, gargalos nas operações, falhas de integração, atividades redundantes e entre outros.
  • Possibilidade de análises para identificar, priorizar e entender problemas, gerando uma melhoria e amadurecimento no negócio. Tais análises são fundamentais para implementar novos processos chave para o seu sucesso

E como podemos fazê-lo?

Existem diversas maneiras de fazer um mapeamento de processos. Entre eles se encontram:

  • Entrevistas, questionários, reuniões e workshops;
  • Observação de campo;
  • Análise da documentação existente
  • Análise de sistemas legados;
  • Coleta de evidências.

 

Conclusão:

Dessa forma, a partir do mapeamento de processos é possível aumentar a satisfação dos seus clientes, garantir um melhor serviços e como consequência aumentar o desempenho do seu negócio.

Saiba também como melhorar a gestão do seu estoque por meio do mapeamento de processos